segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O meu pai e o Tempo.




Você, se lembra?
4 anos: Meu pai pode fazer tudo.
5 anos: Meu pai sabe muitas coisas.
6 anos: Meu pai é mais esperto do que o seu pai.
8 anos: Meu pai não sabe exatamente tudo.
10 anos: No tempo antigo, quando o meu pai foi criado,
as coisas eram muito diferentes.
12 anos: Ah, é claro que o papai não sabe nada sobre isso.
É muito velho para se lembrar da sua infância.
14 anos: Não ligue para o que meu pai diz. Ele é tão antiquado!
21 anos: Ele? Meu Deus, ele está totalmente desatualizado!
25 anos: Meu pai entende um pouco disso, mas pudera! É tão velho!
30 anos: Talvez devêssemos pedir a opinião do papai.
Afinal de contas, ele tem muita experiência.
35 anos: Não vou fazer coisa alguma antes de falar com o papai.
40 anos: Eu me pergunto como o papai teria lidado com isso.
Ele tem tanto bom senso, e tanta experiência!
50 anos: Eu daria tudo para que o papai estivesse aqui agora e eu pudesse falar com ele sobre isso. É uma pena que eu não tivesse percebido o quanto era inteligente. Teria aprendido muito com ele.



Você  já falou com seu pai, hoje?

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Guia de sobrevivência: Como levar seu filho pequeno ao shopping.


10 dicas de como levar seu filho pequeno ao shopping e sobreviver.

1-      Vista-o com roupas confortáveis, nada daquela roupinha linda de aniversario que ele detesta e você acha linda.

2-        Avise-o com apenas dez minutos de antecedência. Ninguém agüenta,  quando eles começam a perguntar:  Já tá na hora de ir? Já tá na hora de ir? Já tá na hora de ir?

3-           Nunca em hipótese alguma, diga, para  amigos ou parentes que você irá ao shopping com  seu filho. Com certeza irão pedir para você levar o Junior, e você conhece o Junior! Lembra aquele menino do aniversário!

4-        Sempre vá direto para o shopping, nada de dar uma passadinha na casa da vovó ou no serviço. Escolha o trajeto mais rápido possível, e não fique irritado  com perguntas tipo:  Já Chegou, Já Chegou, Já Chegou, a cada dois minutos.

5-        Estacione o mais próximo possível da entrada, quanto mais longe, maior será o trajeto que você  terá de carregar sue filho.

6-       Informe-se furtivamente a respeito de onde fica a loja de jogos eletrônicos. Passe bem longe dela.

7-        Alongue-se antes de ir e assim que chegar ao shopping, você pode ter uma lesão grave, ao correr atrás do seu filho e quando tiver de levantá-lo do chão enquanto ele faz pirraça.

8-      Nunca diga não tenho dinheiro, a maioria das crianças já conhece cartão de credito.

9-      Não insista para ele comer a salda do MC Donalds. Com certeza ele vai querer o lanche feliz. Que divertido só tem o nome, onde é divertido ver seu filho, abrir a caixa, pegar o brinquedo, dar uma mordida no sanduíche  e dizer: Não quero mais!. Divertido, somente para os funcionários do MC Donalds que ficam olhando adulto, comendo sanduíche de criança, afinal não podemos desperdiçar.

11  Vá ao shopping com seu filho somente se for imprescindível, tipo: NUNCA! Dê preferência para o sr. Manuel, perto da sua casa, ou você já ouviu seu filho gritar : Oba, vamos na vendinha dos seu Manule! Será menos cansativo.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Marido educado.. Isso existe ?

Novo Curso de Formação para Homens 

OBJETIVO PEDAGÓGICO:

Permite aos homens desenvolver a parte do corpo da qual ignoram a existência, (o cérebro).

SÃO 4 MÓDULOS.

Módulo 1: Curso (Obrigatório)
1. Aprender a viver sem a mamãe (2.000 horas)
2. Minha mulher não é minha mãe (350 horas)
3. Entender que não se classificar para o Mundial não é a MORTE (500 hs)


Módulo 2: Vida a dois 
1. Ser pai e não ter ciúmes do filho (50 horas)
2. Deixar de dizer impropérios quando a mulher recebe suas amigas (500 hs)
3. Superar a síndrome do "o controle remoto é meu" (550 horas)
4. Não urinar fora do vaso (1.000 horas - exercícios práticos em vídeo)
5. Entender que os sapatos não vão sozinhos para o armário (800 hs)
6. Como chegar ao cesto de roupa suja (500 horas)
7. Como sobreviver a um resfriado sem agonizar (450 horas)


Módulo 3: Tempo livre
1. Passar uma camisa em menos de duas horas (exercícios práticos)
2. Tomar a cerveja sem arrotar, quando se está à mesa (exercícios práticos)


Módulo 4: Curso de cozinha 
1. Nível 1 (principiantes = os eletrodomésticos (ON/OFF = LIGA/DESLIGA)
2. Nível 2 (avançado = minha primeira sopa instantânea sem queimar a
Panela)
3. Exercícios práticos = ferver a água antes de por o macarrão.

CURSOS COMPLEMENTARES:
POR RAZÕES DE DIFICULDADE, COMPLEXIDADE E ENTENDIMENTO DOS TEMAS, OS CURSOS TERÃO NO MÁXIMO 3 ALUNOS.

1. A eletricidade e eu: vantagens econômicas de contar com um técnico competente para fazer reparos;

2. Cozinhar e limpar a cozinha não provoca impotência nem Homossexualidade (práticas em laboratório);

3. Porque não é crime presentear com flores, embora já tenha se casado com ela;

4. O rolo de papel higiênico: Ele nasce ao lado do vaso sanitário? (biólogos e físicos falarão sobre o tema da geração espontânea)

5. Como baixar a tampa do vaso passo a passo (teleconferência);

6. Porque não é necessário agitar os lençóis depois de emitir gases intestinais (exercícios de reflexão em dupla);

7. Os homens dirigindo, podem SIM, pedir informação sem se perderem ou correr o risco de parecer impotentes (testemunhos);

8. O detergente: doses, consumo e aplicação. Práticas para evitar acabar com a casa;

9. A lavadora de roupas: esse grande mistério!!

10. Diferenças fundamentais entre o cesto de roupas sujas e o chão (exercícios com musicoterapia);

11. A xícara de café: ela levita, indo da mesa à pia? (exercícios Dirigidos por Mister M);

12. Analisar detidamente as causas anatômicas, fisiológicas e/ou psicológicas que não permitem secar o banheiro depois do banho.


Ao final do curso, para alcançar a auréola de ouro e o supra-título de SANTO, cada aluno deverá apresentar uma monografia com o desafiador tema: "Conhecendo a mente feminina" 






Postado por - OLIVER SCHMIDT http://www.hauhuh.blogger.com.br/

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Papai, Quero ser bobo quando crescer!

Das Vantagens de Ser Bobo
O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir e tocar o mundo. O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas. Se perguntado por que não faz alguma coisa, responde: "Estou fazendo. Estou pensando."

Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída porque os espertos só se lembram de sair por meio da esperteza, e o bobo tem originalidade, espontaneamente lhe vem a idéia.

O bobo tem oportunidade de ver coisas que os espertos não vêem. Os espertos estão sempre tão atentos às espertezas alheias que se descontraem diante dos bobos, e estes os vêem como simples pessoas humanas. O bobo ganha utilidade e sabedoria para viver. O bobo nunca parece ter tido vez. No entanto, muitas vezes, o bobo é um Dostoievski.

Há desvantagem, obviamente. Uma boba, por exemplo, confiou na palavra de um desconhecido para a compra de um ar refrigerado de segunda mão: ele disse que o aparelho era novo, praticamente sem uso porque se mudara para a Gávea onde é fresco. Vai a boba e compra o aparelho sem vê-lo sequer. Resultado: não funciona. Chamado um técnico, a opinião deste era de que o aparelho estava tão estragado que o conserto seria caríssimo: mais valia comprar outro. Mas, em contrapartida, a vantagem de ser bobo é ter boa-fé, não desconfiar, e portanto estar tranqüilo. Enquanto o esperto não dorme à noite com medo de ser ludibriado. O esperto vence com úlcera no estômago. O bobo não percebe que venceu.

Aviso: não confundir bobos com burros. Desvantagem: pode receber uma punhalada de quem menos espera. É uma das tristezas que o bobo não prevê. César terminou dizendo a célebre frase: "Até tu, Brutus?"

Bobo não reclama. Em compensação, como exclama!

Os bobos, com todas as suas palhaçadas, devem estar todos no céu. Se Cristo tivesse sido esperto não teria morrido na cruz.

O bobo é sempre tão simpático que há espertos que se fazem passar por bobos. Ser bobo é uma criatividade e, como toda criação, é difícil. Por isso é que os espertos não conseguem passar por bobos. Os espertos ganham dos outros. Em compensação os bobos ganham a vida. Bem-aventurados os bobos porque sabem sem que ninguém desconfie. Aliás não se importam que saibam que eles sabem.

Há lugares que facilitam mais as pessoas serem bobas (não confundir bobo com burro, com tolo, com fútil). Minas Gerais, por exemplo, facilita ser bobo. Ah, quantos perdem por não nascer em Minas!

Bobo é Chagall, que põe vaca no espaço, voando por cima das casas. É quase impossível evitar excesso de amor que o bobo provoca. É que só o bobo é capaz de excesso de amor. E só o amor faz o bobo.
Clarice LispectorO mundo realmente pode ser dos espertos, porém, quem vive melhor nele são os bobos.Pense nisso!!!